O poder da Esmeralda!

Esmeraldas fazem parte da história do mundo. Algumas pedras tem cerca de 2,97 bilhões de anos. Desde a antiguidade, têm presença como pedras preciosas e desejadas. Diversas culturas almejavam ter essa pedra pelos mais variados motivos. O poder das Esmeraldas era querido para diversos cargos de poder.

 

Uma pedra que representa força, inspira e promove a paciência. Esmeraldas tem registros de milênios de anos, e geralmente sendo cobiçada e valorizada. Principalmente, por sua energia. Algumas sociedades usavam e ainda usam a pedra como auxiliadora em curas.

A pedra teve dois significados pelo seu nome. Na mitologia indiana, há relatos que a pedra se chamava  “marakata”. A palavra vem do sânscrito e significa “o verde que cresce nas coisas”. O nome que conhecemos teve origem de uma palavra antiga persa, mas vem do latim “smaragdus”, que significa “verde”. 

 

ESMERALDA NAS DIVERSAS CULTURAS

Há registros que mostram que as pedras já eram comercializadas na Babilônia cerca de 4000 a.C. A “rainha” do Egito, Cleópatra, tinha Esmeralda como sua joia favorita. Para ela, nas pedras reside a beleza e tinham capacidade de rejuvenescer a aparência. As minas que abasteciam a faraó ficavam no Alto Egito. Os egípcios acreditavam que Esmeraldas representava fertilidade e renascimento.

Já no ocidente, a referência mais antiga que se tem notícia das Esmeraldas é através de Aristóteles. O filósofo era extremamente fã da pedra e considerava que possuir uma podia ser benéfico em discursos e negócios. Segundo ele, elas acalmam, dão conforto, auxiliam na resolução de problemas e em vitórias. Para ele, era uma real preciosidade.    

 Contudo, os Incas e Astecas acreditavam que Esmeraldas eram pedras sagradas, e as honravam. A pedra está presente em algumas estátuas que a celebram. Na época, era chamada por eles de “Pedra da Terra”, e, assim como os egípcios, a associavam com fertilidade.

O imperador romano Nero, supostamente, utilizava gemas dela para observar as lutas de gladiadores. Ele achava que a cor o acalmava. Os romanos associavam Esmeraldas a deusa Vénus, deusa do amor.  A pedra seria uma espécie de amuleto contra infidelidade, e os casais de corações leais a teriam com uma cor mais vibrante. Também era relacionada à primavera e ao crescimento.

Na era medieval, tem relatos divididos sobre a Esmeralda. Cristãos a viam de forma negativa, a relacionando com Lúcifer. Ao mesmo tempo, a pedra compunha coroas da realeza. Mas era uma forma de manter as pessoas bem comportadas e sinceras. 

 

BENEFÍCIOS

Hoje, com todos os estudos e registros sobre a pedra, temos mais noção de seus benefícios. Esmeraldas são conhecidas como “pedras do amor bem sucedido”, mas têm poder em diversos aspectos. Podem ser consideradas como pedras de inspiração, infinita paciência, sabedoria.

A cor verde se relaciona com o quarto chakra, o cardíaco ou Anahata. Está na região central do corpo, no coração. As energias deste chakra estão concentradas em relações afetivas e no sangue.

Os benefícios da Esmeralda vem da sua vibração e grande integridade. Promove felicidade doméstica, lealdade, amor incondicional, parceria, amizade. Ela pode trazer o equilíbrio físico, emocional e mental. Estimula a cooperação quando usada por um grupo de pessoas, pois é capaz de possibilitar discernimento, e a verdade.

Além disso, acredita-se que a Esmeralda tenha poderes de regeneração e redescoberta. Isso resulta em uma ampliação da capacidade de aproveitar a vida plenamente. 

Acredita-se que a pedra também tem um poder de auxiliar em recuperações de doenças infecciosas. Seus propriedades se estendem a tratamentos de sinusites, reumatismos, diabetes, pulmões, coração, coluna vertebral, músculos, e até tumores malignos. Esmeraldas são propensas a desintoxicar fígados e melhorarem a visão. 

Por um lado mais espiritual, Esmeraldas elevam a consciência, estimula a busca pela sabedoria em planos mentais. É possível agregar a pedra em um trabalho de abertura de clarividência e combate a encantamentos ou trabalhos mágicos.

Indica-se o uso da pedra sobre o coração - por conta do chakra -, no braço direito, no dedo anelar ou mínimo. Algumas pessoas usam no pescoço por acreditarem que é capaz de prevenir epilepsia. Não é recomendado o uso constante da pedra por propiciar emoções negativas. Apesar de todos os seus benefícios, use-a pontualmente, durante algumas horas apenas.

EQUILÍBRIO

Uma pedra com tantos benefícios pode ser capaz de influenciar na sua energia. Por interagir diretamente com o chakra cardíaco, ela traz equilíbrio ao físico, mental e emocional. 

A Terracota Elements tem a nova coleção, Equilíbrio, que possui peças com Esmeralda. Uma forma de adequar, de forma estilosa, a pedra e toda a energia que ela tem. Os acessórios podem ser usados como amuletos.

Na coleção, existem colares com Esmeralda, para que você deixe a pedra próxima ao coração, como se indica usar. Ao mesmo tempo que esbanja elegância. Temos opções  de  brincos para combinar. 

Se ainda não conhece a coleção nova, visite nossa loja. Clique aqui e conheça Equilíbrio.

 

E aí, gostou do conteúdo? Escreva aqui nos comentários como você gosta de usar essa pedra preciosa.


Como encontrar inspiração no dia a dia?

Que tal encontrar inspiração nas pequenas coisas e levar isso para a vida? Inspire-se vivendo o agora e sentindo boas energias.

Viver nos dias de hoje pode ser muitas coisas, mas com certeza não é pacífico, estamos rodeados de informações e somos, o tempo todo, bombardeados por elas. Estamos sempre sendo chamados em nossos celulares, computadores, smartwatches e nos vários aparelhos que usamos durante o dia a dia para trabalho, lazer e outros afazeres.

 

Somos um só e mesmo assim temos que nos dividir entre diversas fontes de atenção e de informação, restando quase tempo nenhum para nos dedicarmos a outras tarefas ou para simplesmente “ser”. É engraçado, mas mesmo com tantos facilitadores para nossa vida (comparada há alguns anos atrás) parece que sobra cada vez menos tempo no fim do dia, nós estamos perdendo o contato com o simples ato de ser, de viver o momento, de olhar ao redor e de contemplar a beleza.

 

Isso pode ser um grande problema não só para nossa saúde mental, visto que estamos muito ansiosos e como os índices de depressão vêm crescendo na atualidade, mas também é muito ruim para nos inspirarmos e proporcionarmos momentos bons e felizes. Para te ajudar a se religar consigo mesmo e estabelecer um verdadeiro contato com o que há ao redor e com seu interior, traremos alguns pontos de mudança que podem ser, verdadeiramente, transformadores.

 

ABRA A MENTE PARA NOVAS OPORTUNIDADES

 

Você sente que está experimentando novos sentimentos e experiências? Se sua resposta é “não”, provavelmente sua mente já está desligada do agora, fechada para novas possibilidades e agindo de forma completamente passiva e mecânica, quase um “piloto automático". Isso é bem ruim! É quase como um estado letárgico, onde a gente não consegue sentir nada de verdade, é algo que pode propiciar sentimentos depressivos e apáticos.

 

Se você sente que isso pode estar acontecendo com você, existem formas de lidar com este estado de espírito. O mais fácil e acessível é recorrer às artes ou a belas paisagens, você pode encontrar pela internet alguns destes conteúdos ou se possível pode ir a museus, teatros, galerias ou viajar. Tal contato tem o poder de abrir sua mente para novas possibilidades, por exemplo, você já olhou o pôr do Sol e todas as cores que ele proporciona?

 

De acordo com estudiosos, como Keith Sawyer ou Constatine Stanislaski, esse tipo de experiência contemplativa aumenta nossa percepção e criatividade. Você pode usar isso em quaisquer circunstâncias e pode genuinamente perceber a beleza que o cerca. Stanislaski diz em seu livro “Preparação do Ator”: “Como fazer para levar um homem desatento a observar o que a natureza e a vida tentam lhe mostrar? É preciso, primeiro, ensiná-lo a olhar e a ouvir o que é belo. É um hábito que eleva o espírito e faz nascer sentimentos que deixarão profundos vestígios na sua memória afetiva.”

REALIZE SESSÕES DE ESTÍMULO

 

Outra forma de potencializar a criatividade e imaginação é estabelecer pequenas sessões de estímulo, elas consistem em estimular processos criativos, nos quais possam ser feitos desenhos, murais, colagens com fotos e assim em diante. É importante criar momentos de reflexão sobre o resultado do trabalho, interpretá-los e tentar entender o que aquilo diz sobre você e seus sentimentos. Lembre-se que toda a sessão deve ser livre, sem julgamentos, você deve se sentir livre para dar asas a sua imaginação, livre de qualquer restrição ou imposição.

FAÇA MUDANÇAS NA SUA ROTINA

 

A rotina pode ser um dos principais motivos para entrarmos no “piloto automático”, neste estado mental em que agimos de forma automatizada, sem dar valor àquilo que nos rodeia, e para mudar este estado de espírito, a mudança da rotina pode ser muito bem-vinda! E não precisa ser nada drástico, como pedir demissão. A mudança pode ser um novo trajeto para o trabalho ou casa, mudando a música que escutamos no dia a dia, reorganizando espaços e decorações, fazendo algo que não se está acostumado, como ir em um parque depois do trabalho ou ler um livro “diferente”. Todas estas simples atitudes tem o poder de gerar grandes insights e proporcionar sensações e experiências diferentes.

ENCONTRE O QUE GERA ESPAÇO NA SUA MENTE

Além de usar as técnicas já mencionadas, é interessante criar um “espaço” em sua mente para gerar novas ideias e amplificar a inspiração e a criatividade. Para isso você precisará fazer uma jornada íntima para descobrir que lugares, objetos, situações, fazem com que sua mente relaxe da rotina diária e das preocupações e propicie o movimento criativo. Você pode aprender a meditar, por exemplo, ou diminuir o tempo que passa nos eletrônicos. É importante dizer também que existem muitos cristais que propiciam o surgimento deste espaço, cristais como a Amazonita que ajudam na concentração e na inspiração, despertando-nos para o mundo exterior e interior.

Você provavelmente já entrou no “piloto automático", todos nós, alguma vez já entramos, é normal, o que só não deveria ser normal é nos mantermos de tal forma, isso pode ser muito prejudicial para nossa saúde mental. Felizmente, as pequenas mudanças e práticas descritas acima podem te ajudar a transformar sua vida e te fazer uma pessoa mais consciente, inspirada, feliz e criativa.


O que fazer quando o seu cristal quebra?

Quem tem o costume de utilizar os cristais no cotidiano sabe dos cuidados que devem ser tomados. O cristal é um ser vivo. Por isso a importância de conversar com eles, programá-los e purificá-los. 

 

A purificação, principalmente, é de extrema importância. Os cristais recebem, transmutam e transmitem energias. Se não são limpos, acabam absorvendo demais e passam, depois de um tempo, a não desempenhar seus poderes tão bem. 

Outros cuidados também devem ser tomados. Por exemplo, quando os cristais não estiverem em uso, é recomendado guardar em um pedaço de seda ou de veludo. Isso faz com que proteja contra emanações indesejadas ou até mesmo possíveis danos físicos. 

 

Mas, e quando quebram? Devo mantê-lo, tentar consertar?

 

Quebrar naturalmente

 

A maioria das pessoas acredita que se ele quebra naturalmente, é que a missão dele foi cumprida e está na hora dele descansar. A energia dele foi saturada, esgotada. O cristal aparece em sua vida não por acaso, vem com um propósito. 

Vivemos em uma constante mudança de energias e frequências. Os cristais influenciam e são influenciados por esse fluxo de vibrações. Então, a quebra do cristal pode ter sido uma proteção a alguma energia direcionada a você. Em vez de você ou sua aura absorverem uma energia que iria te desequilibrar, o cristal a absorve, te protege daquilo. 

A melhor opção é devolvê-lo a natureza, agradecendo. Esse processo pode ser feito colocando o cristal em um lugar com terra, como um vaso ou “plantado” debaixo de uma árvore. Ao fazer isso, agradeça o tempo que o cristal teve com você, a sabedoria, a proteção e a atividade dele. É um momento de humildade e gratidão.

Há quem relaciona os poderes e influência do cristal com o motivo da quebra. Por exemplo, a esmeralda é conhecida como “pedra do amor bem-sucedido”. Se ela quebrar, pode ser que a área romântica da sua vida, até a sua felicidade doméstica estariam sendo atacadas. Assim, levando a prestar mais atenção nos relacionamentos atuais.

Seguindo essa linha, o recomendado é adquirir um cristal igual ao que se rompeu. A quebra do cristal pode ser um sinal que reforços devem ser tomados perante aquela área que a energia dele age. Portanto, busque pela mesma pedra e a programe em forma de proteção. 

 

Quebrar de outra forma

Se, por acaso, o cristal quebrar de forma não natural, pode seguir o usando. Isso quando, durante o uso ou manuseio, cause uma pancada na pedra e ela venha a quebrar. Como houve uma interferência humana, ele não quebrou por saturar a energia.

 

Existem ainda algumas outras situações diferentes envolvendo os cristais que podem acontecer e tem explicações.

 

O cristal caiu, mas não quebrou

Durante o uso dos cristais, há energias diferentes fluindo, sendo transmutadas. Se o cristal cai, repentinamente, e não quebra, pode ser um sinal para reforçar a sua atenção. A mesma ideia de quando um cristal específico quebra vale aqui. Analise o propósito daquela pedra, identifique a cor e em qual chakra ela atua. 

O azul, geralmente, é relacionado à comunicação, expressão. Os verdes estão conectados ao chakra cardíaco, podendo representar saúde ou amor. Cristais violeta são mais ligados ao espiritual. Seja qual for, pesquise a respeito da pedra que caiu e tente interpretar o que ela está tentando te avisar. 

 

O cristal trincou

Às vezes, ocorre de um cristal límpido, transparente, se tornar trincado. O significado disso é que ele está trabalhando intensamente para você ou para o ambiente em que está inserido. 

Pense na programação que você fez no cristal. Se ele está trincando, é porque está trabalhando em favor daquilo.

Neste momento, é essencial lembrar da importância da purificação. O cristal está em um trabalho árduo de energias, ele precisa de um alívio. Fazer a purificação envolvendo a natureza, como a luz lunar ou solar, pode ser a melhor opção para este cristal. No caso do trincado, tente fazer essa limpeza em períodos menos espaçados do que o de costume.   

 

O cristal sumiu

Caso isso nunca tenha acontecido contigo, acredite, é normal. Sabe quando você tem certeza que colocou seu cristal em um lugar específico e ele some? E então aparece em um local que não tinha a menor possibilidade de estar? Pois é! Existe explicação para isso também. 

Os cristais, além de serem seres vivos, são interdimensionais. Eles tem o poder de se comunicar entre as dimensões, e podem “caminhar” entre elas. Neste momento, é necessário praticar o desapego. Alguns voltam, outros não. 

Se seu cristal sumiu, é porque ele tinha que sumir, tinha que ir para outra dimensão. Nada é por acaso, então desapegue do físico e agradeça pelo o que o cristal fez com suas energias. Assim como dito acima, eles tem missões que não cabe a nós entendê-las completamente. 

 

Os cristais são seres vivos e independentes. Cada um com sua missão que temos capacidade ou não de entender. Eles são repletos de sinais, cabe a nós tentar interpretar, sempre com muita gratidão, o que esses seres têm a nos ensinar.  

 

E aí, gostou do conteúdo? Conta aqui nos comentários se algum cristal seu já quebrou e o que você fez.


Equilíbrio: o que você faz pelo seu?

Este ano tem sido muito desafiador. Por conta da pandemia, a sociedade necessitou de um distanciamento social. Além de estarmos longes, não sabemos muito sobre o vírus, os sintomas, o tratamento. A situação toda gerou uma pressão psicológica muito maior em todos nós. 

Neste momento de tantas incertezas, é preciso ter um equilíbrio emocional e pessoal. Mas como encontrar o equilíbrio? 

EQUILÍBRIO EMOCIONAL

As emoções fazem parte do ser humano, da humanidade de cada um. O lado emocional do cérebro humano age um pouco mais rápido do que o racional. Nós funcionamos da seguinte maneira: geramos um pensamento, vem um sentimento a respeito dele, e então, temos uma atitude.

Para haver o equilíbrio, os pensamentos precisam estar organizados, para que os sentimentos estejam também e seja possível ter o controle das atitudes. Essa ordem que o equilíbrio demanda, é necessária para conseguir gerenciar a vida.

Porém, em épocas difíceis, de incertezas, é mais difícil ter um grande controle emocional. É capaz de acabar falando sem pensar, magoar os outros, e a si mesmo. Nesse período, é normal - é até bom - ser um pouco introspectivo. Mas que esse processo seja para gerar mais autoconhecimento, pacificar os pensamentos, emoções, e refletir nas atitudes. 

COMO TER EQUILÍBRIO

Ter equilíbrio total não é uma tarefa fácil. É preciso passar por um processo de autoconhecimento que propicia a busca do equilíbrio pessoal. Passar pelas emoções é algo natural, e mesmo entre elas é necessário existir equilíbrio.

Todo mundo precisa ter momentos de tristeza para ter os de alegria; precisa sentir medo para saber sobre confiança. As emoções são para serem sentidas, vividas, e cada ciclo da vida pode ser identificado por uma - ou mais - delas.

Por estarmos em um período mais difícil, é mais do que necessária essa busca pelo equilíbrio. É muito fácil que a situação nos deixe tristes, mas precisamos encontrar a harmonia e, mesmo em um momento crítico, sentir alegrias e ter pequenas vitórias.

 

  • Afaste-se de notícias

Não significa que é para ficar desinformado. Durante a pandemia do novo coronavírus, pudemos ver diversas notícias sendo lançadas a cada momento. Por ser um algo que traz incerteza, é comum que a pessoa queira saber de tudo possível. Contudo, a imersão no assunto não faz tão bem. Até porque, no meio de tudo, existem fake news também.

Essa avalanche de informações diversas trouxe um mal-estar em muitos. Sentimentos como ansiedade, estresse, até crises de pânico foram notados. Por isso, profissionais da saúde aconselham a não ficar o tempo todo focado na doença. Se informe, mas periodicamente e através de fontes confiáveis. 

 

  • Olhe para o seu interior

O autoconhecimento é um processo muito importante do equilíbrio. Ao se conhecer, você consegue prever as atitudes que vai tomar em certas ocasiões geradas por pensamentos ou sentimentos. Isso é necessário para preparar formas de reação a determinadas situações. 

É importante olhar para si mesmo para entender seus limites, gatilhos, o que te deixa triste e o que te faz feliz. Se conscientizar de tudo isso agrega na sua inteligência emocional, e é um passo mais próximo do equilíbrio.

 

  • Evite o que te deixa para baixo

Ao se conhecer, é possível identificar alguns gatilhos mentais que fazem sentir tristeza. Em um período delicado, os assuntos que trazem esses gatilhos devem ser evitados. 

 

  • Faça coisas que te deixam bem

 

Tenha um momento consigo mesmo, desfrutando de sua companhia e das coisas que você gosta. Encontre uma atividade individual que promova o seu bem estar mental. 

Geralmente, atividades que envolvem “por a mão na massa”, como cozinhar, jardinagem, ajudam a desestressar enquanto manipulam os produtos. Mas não é por isso que você deve fazê-las. Faça algo que goste de verdade, que possa te distrair de tudo.

 

  • Tenha contato com quem você ama

Apesar de ainda existir o distanciamento, a medida é apenas física. Não é necessário fazer o distanciamento social, se isolando de todos. Mantenha contato com as pessoas que você se importa e que se importam com você. 

Hoje, após o momento mais tenso e crítico da pandemia, já pode-se achar diversas formas de compartilhar um momento a distância. Videochamadas, jogos em grupo, mandar um delivery são poucas das inúmeras maneiras de se manter conectado à pessoas sem estar no mesmo lugar. 

  • Faça aquilo que postergava

Sabe aquele livro que deixava para depois ou aquela série que você disse que ia assistir nas suas férias? Mesmo com a quarentena se acabando, ainda precisamos ficar em casa. Então, pode ser o momento de fazer todas essas coisas.

Aproveite que muitos serviços se disponibilizaram a distância. Talvez você consiga fazer um curso de um assunto que sempre quis, até mesmo aprender um novo idioma. Alguns profissionais da saúde indicam fazer coisas que sejam a médio e longo prazo. É uma medida para se manter ativo.  

 

  • Cuide da sua energia e vibração

O nosso equilíbrio emocional também pode depender do espiritual. Estamos passando por um momento muito pesado, o que pode afetar a energia de algumas pessoas. Tentar buscar o equilíbrio entre os corpos físico, mental e espiritual pode proporcionar um bem estar enorme emocional.

Se manter com vibrações boas pode ser feito, por exemplo, com Reiki  ou meditações. Para incrementar as intenções do direcionamento de energias e foco, é legal usar cristais que auxiliam nesse processo. 

 

  • Se necessário, busque ajuda profissional

Buscar pelo equilíbrio sozinho nem sempre é fácil. Por isso, existem diversos profissionais que possam te auxiliar neste processo. Não precisa se sentir desconfortável ou ter vergonha.

 

Existem inúmeras formas de buscar o equilíbrio. O importante é que você tenha seu processo individual de autoconhecimento e formas de aplicar a sua inteligência emocional. Conta aqui nos comentários como você lida com tudo isso. 

 


A misticidade dos quatro elementos

Assim como grandes mistérios sobre o universo e sobre a vida, os quatro elementos foram, por um bom período de tempo, foco de indagações e estudos de diversos pensadores pelo decorrer da história. O porquê desse interesse parece evidente: os elementos da natureza despertam um fascínio inato: como eles surgem? Como se mutam? Como exercem sua função na natureza? E qual a relação deles com o ser humano? Estas são perguntas a muito tempo feitas pelos maiores filósofos, místicos e religiosos.

 

Um exemplo é o de Empédocles, o filósofo pré-socrático viveu no século V A.C., ele passou boa parte da sua vida estudando os elementos e a relação que eles estabeleciam entre si e com o universo. De acordo com ele, todo o Universo se compunha de uma relação entre os quatro elementos: ar, água, terra e fogo, e essa teoria influenciou diversos pensadores posteriores a ele, como Aristóteles e Tomás de Aquino. 

 

Mesmo que a química moderna comprove que a teoria de Empédocles não estava certa, ainda sim, ela tinha uma ótima construção lógica e pode até mesmo ser relacionada com o princípio esotérico que diz: “tudo que está embaixo possui correspondência com o que está em cima”. Além disso, é possível estabelecer algumas analogias simbólicas entre os quatro elementos da natureza e as quatro divindades religiosas: o Pai, o Filho, o Espírito Santo e os milagres de Nossa Senhora. 

O AR

A primeira relação que se estabelece é entre o Ar e o Universo Pai, causador do ambiente cósmico inicial, que deu origem a tudo que existe após a explosão do Big Bang e o processo cíclico e caótico que resultou no surgimento do Universo como nós o entendemos hoje. O ar é o elemento primordial da origem porque ele movimenta o indutor primitivo que gera os planetas, as galáxias e as estrelas.

 

A TERRA

Para Empédocles, o segundo elemento primordial era a Terra, que na analogia representa o mundo do Filho, que na perspectiva teológica, desceu dos céus para encarnar como ser humano (palavra que vem de humus, que significa terra em latim) para salvar as pessoas de seus pecados, mas acabou encontrando um sofrimento igual ao dos humanos. 

 

O FOGO

O Espírito Santo se liga diretamente com o terceiro elemento, o Fogo. Tal conexão acontece porque, na perspectiva religiosa, o Espírito Santo acende a luz divina da salvação e a possibilidade individual da redenção. O fogo é a força de superação de todos os problemas, males e sofrimentos, é o espelho de nossa consciência, nossa esperança e a certeza de estar seguindo pelo caminho certo, assim como o Espírito Santo.

 

A ÁGUA

Seria impossível viver sem o quarto elemento, a Água, é ela que fertiliza a terra e é considerada o princípio da vida, só pode existir vida se existir água. Sua analogia é direcionada para Nossa Senhora, pelo milagre de gerar a vida que liga o mundano e o divino e para os diversos milagres que são testemunhados por seus fiéis, como o próprio ato de encontrar a estátua de Nossa Senhora Aparecida da água. Além da vida, a água também é relacionada com o ato de Revelação, assim como Nossa Senhora que se revela como sendo santa, a água tem uma função poderosa de demonstrar a verdade. 

 

Como você pode ver, os elementos da natureza possuem suas forças e se relacionam com a construção do nosso mundo e de crenças. Não dá para negar que eles nos fascinam e emanam fortes energias. E não estamos falando apenas dos quatro elementos! Você já conhece ou experimentou sentir a energia dos cristais, por exemplo? No nosso site, oferecemos lindas joias que energizam e trazem significado. Conecte-se com a natureza sentindo ela pertinho de você!


Livros para saber mais sobre cristais

Cristais são elementos minerais presentes na natureza, seres “vivos” em processo ascensional. Por conta dos seus campos eletromagnéticos de alta frequência, muitas pessoas programam os cristais para melhorar a energia seja pessoal, seja do ambiente. 

Os cristais em forma de decoração da casa ou até mesmo em acessórios para usar no corpo são tipos de amuletos que podem aliviar energias pesadas, acalmar os nervos e outros benefícios.

Os elementos também são usados e recomendados por profissionais em tratamentos diversos. Existem registros de técnicas medicinais orientais com uso de cristais de mais de 5 mil anos atrás.

A meditação, por exemplo, é um tipo de tratamento complementar para ansiedade e depressão. O uso de cristais durante o processo pode facilitar a prática e trazer mais clareza aos objetivos a serem atingidos. A Amazonita é muito boa para meditação por ajudar na concentração. Já a Ametista é bastante utilizada por diminuir a ansiedade.

Também podem ser usado no Reiki, terapia para canalizar e alinhar as funções vitais, equilibrando os campos mental e emocional. A presença de cristais durante o Reiki auxilia na canalização das energias. O uso dos elementos condizentes com os Chakras potencializa o processo que o terapeuta faz com as mãos.

Cristais estão, cada vez mais, aparecendo em processos de skin care. Alguns iluminadores a base de Topázio e peelings com quartzo estão aparecendo como exemplos de cristais nos cosméticos. Além disso, muitas pessoas estão fazendo massagens e até yoga facial com o uso de cristais ou face rollers. Os benefícios são físicos e energéticos, pois além de programar os cristais a liberarem as energias pretendidas, essa técnica estimula a circulação e a drenagem, diminuindo inchaços e retenção de líquidos.

O uso de cristais na sua rotina pode ser um processo de autoconhecimento. Você precisa entender sua energia e seus objetivos para poder usar melhor os cristais, direcionando a energia deles para alinhar tudo.

Por isso, é interessante ler sobre os cristais e seus benefícios. Dicas na internet, como sempre damos em nossas redes sociais e blog, são legais, mas caso você queira se dedicar ao estudo e se aprofundar mais no conhecimento de cristais, aqui estão alguns livros para saber mais sobre cristais:

 

  • A Bíblia dos Cristais, de Judy Hall

 

O best-seller é um dos mais indicados para quem quer aprender sobre cristais. Considerado uma referência no assunto e um guia indispensável. A autora, que tem mais de 40 anos de experiência na área, listou e descreveu todas as pedras mais importantes que são encontradas no mercado atualmente (que são mais de 200). Descreve seus formatos, cores e aplicações. Assim como os efeitos espirituais, mentais, emocionais e físicos de cada cristal. Conta com ilustrações para que você os conheça e identifique sem dificuldades. Também inclui conhecimento antigo e contemporâneo sobre as pedras descritas.

Caso você goste do formato do livro, a autora publicou os volumes 2 e 3 da bíblia. O volume 2 conta com a descrição de novos 200 cristais de cura. Conta com pedras de  vibrações mais elevadas, pedras recém descobertas da Groenlândia, as propriedades terapeutas e aplicações delas. O volume 3 continua na mesma proposta. Pore, descreve mais de 250 pedras recém descobertas.

 

 

  • O Poder dos cristais, de José Alberto Rosa

 

 

Apesar de ser um livro de 1988, continua atual. É um livro mais simples sobre o assunto, ideal e indispensável para quem está começando nessa jornada de conhecimento. Através dele, você conhece um pouco da história dos cristais, os métodos de limpeza, energização, ativação e programação. O próprio autor comenta que os cristais estão ligados ao canal intuitivo, mas é imprescindível o conhecimento teórico a respeito para manejá-los. No livro também se encontra métodos para diferenciar um cristal lapidado e um sintético.  

Dificilmente você o acha em livrarias, mais fácil buscar por ele em sebos.

 

 

  • O Guia Definitivo da Geometria Sagrada com cristais, de Judy Hall

 

Outro livro da autora best-seller. Pelos anos de experiência, ela é uma das maiores autoridades em cristais da atualidade. Seguindo o padrão com ilustrações, o guia é perfeito para iniciantes e praticantes experientes. O livro vai um pouco além de só conhecer os cristais. Ensina a partir das formas da geometria sagrada a aproveitar o poder dos cristais de acordo com os seus objetivos.

 

  • O Livro das Pedras, de Robert Simmons e Naisha Ahsian

 

Praticamente uma enciclopédia dos cristais. Ele explica as propriedades científicas dos minérios, as energias elementares, o que corresponde com cada Chakra. Também fala sobre quais pedras funcionam melhores juntas, seus usos para a auto cura e despertar espiritual. O interessante é que os autores falam sobre os efeitos do uso dos cristais, sendo benéficos ou não. É um pouco mais caro, mas é um guia bem completo.

 

Depois de uma dessas leituras, você já vai passar a ver os cristais de uma outra forma, com mais entendimento. Ao conhecê-los melhor, pode usar de forma útil, alinhando sua energia e seus objetivos.

Caso queira usá-los bem junto ao corpo em joias, a Terracota Elements tem peças lindas. Trabalhamos com diversas pedras e tipos de joia. Aproveite para dar uma olhada no nosso site.


Como pedras e cristais podem mudar o seu look

As cores podem ser usadas para nos expressarmos, usamos as cores que queremos refletir para o mundo.  Na moda, temos algumas estratégias para combiná-las. Para ter uma harmonia, podemos tanto usar cores semelhantes como as que contrastam.

Usar cristais para alinhar as vibrações pessoais ou de um ambiente são técnicas que são muito conhecidas e praticadas. Mas podemos combinar o equilíbrio energético através dos acessórios com as roupas.

De uma  produção mais básica até uma elaborada podem ser valorizadas com cristais. Brincos, colares, pulseiras de cristais podem ser usados com harmonia. 

Mas como fazer isso? 

Cristais Azuis 

Por ser uma cor ligada à água, é uma ótima escolha para o verão. É a cor relacionada ao Chakra frontal, e os cristais dessa cor podem estimular o bom humor, a comunicação, e a criatividade. Pontos que tem tudo a ver com a estação.

Ideal para quem gosta de roupas que transmitem pureza e frescor. Combina com jeans, roupas vermelho e rosa.

Uma dica é usar um acessório com Lápis-lazúli em um dia que precise fazer uma apresentação oral importante, por exemplo. A pedra pode impulsionar a autoconfiança, influenciar positivamente na intelectualidade e afastar energias negativas.

A Crisocola está altamente ligada aos ciclos femininos. Ela auxilia expor opiniões e valores com sensibilidade. Talvez a melhor escolha seja usá-la com tons vermelho.

Cristais Roxos 

Cristais Roxos geralmente são usados para despertar nosso lado espiritual e auxiliam no processo de meditação. O ideal é usar com roupas leves. Pode ser combinado com peças laranja, cinza, branco, azul e amarelo.

A Ametista é conhecida por ser a pedra do autodomínio, atuando com o propósito de relaxamento e trazendo calma. Perfeita para dias mais introspectivos, pois ameniza raiva, medo e ansiedade, trazendo estabilidade de pensamento.

Cristais Rosas

Os tons de rosa, geralmente, são próximos ao roxo. Se encararmos o mapa dos Chakras, estão perto um do outro. Por isso, os cristais dessas cores costumam trazer benefícios semelhantes.

O Quartzo-rosa pode ser usado para dias que precisam de um up na autoestima, porque ele impulsiona o amor próprio.  Diminui sentimentos agressivos e estados depressivos. Além de liberar as mágoas do coração, auxiliando em crises emocionais. 

quartzo_rosa_Blog_terracota

Cristais Verdes 

Se a ideia é causar impacto visual aposte nos acessórios com tons verdes combinado às suas cores complementares, como o rosa, o vermelho e o laranja. Para dar uma valorizada em looks mais sérios e sofisticados, combine o verde a tons neutros como o branco e o preto.

São ideais para usar quando se precisa de paz e tranquilidade. A Amazonita, por exemplo, é um forte catalisador de energias positivas. Usar em acessórios como um amuleto pode ajudar a controlar o estresse e ampliar a criatividade. 

Aproveitando que Esmeralda é a pedra do ano de 2020, pode ser uma boa hora para combiná-la nos seus looks. É uma pedra que trabalha o alinhamento energético de todo o corpo.

Cristais Amarelos

Amarelo é a cor que remete ao sol. Cor alinhada ao Chakra do plexo solar. Cristais como o Citrino podem ser usados como protetores áuricos, causando sensações de leveza e alegria. O próprio Citrino pode ser usado para atrair riqueza e prosperidade.

Para compor looks, é interessante apostar em peças laranjas, caso queira deixar o acessório mais discreto. Se a intenção for dar destaque, pode usar com roupas rosa bebê ou lilás.

Cristais Pretos 

Cristais pretos podem participar de diversas composições. Cristais dessa cor (ou ausência de cor, como preferir) podem atrair as vibrações negativas para dissipá-las. São boas de usar em dias ou épocas que você precisa de uma cura. A energia delas focam para a parte que precisa de paz, e impedem que impurezas astrais se acumulem. Podem trazer sentimentos de precisão e realidade.

Para não pesar, podemos agregar um acessório com uma Ônix, por exemplo, com roupas beges. Outra opção legal é colocar algo de Turmalina negra com tons mais claros de marrom.

Ideal para quem prefere um look mais clean.

Se quiser um pouco mais de destaque, combine com roupas verdes, de preferência no tom bandeira.

O legal é que além de combinar com suas roupas, você pode usar cada cor de cristal com um propósito. A sua energia e o que deseja para o dia podem te guiar para se vestir e complementar o visual levando os cristais como amuletos em brincos ou colares. Ao ficar perto e usar no corpo, as energias trabalham positivamente no seu campo de energia pessoal.

Independente das dicas que demos, você é livre para compor seu look do jeito que quiser. Não há regras para o uso de roupas e acessórios. Faça do jeito que te deixe mais feliz.

Mas diz aqui nos comentários: como você gosta de usar?


Cinco formas de usar pedras e cristais no seu dia

É de conhecimento comum na medicina oriental já há muitos anos que as pedras e cristais possuem sua própria energia e que podem ser usados em tratamentos alternativos para a saúde mental e física, purificação do ambiente, energização e até equilíbrio de sentimentos e sensações.

Elas são ótimas alternativas para quem deseja ter mais equilíbrio emocional e bem estar e podem ser usadas de diversas formas para isso. E para te ajudar a usá-las, nós listamos cinco maneiras de utilizar as pedras no seu dia:

  • MEDITAÇÃO

Os cristais são excelentes para serem utilizados durante a meditação, já que eles ajudam na busca da clareza nos objetivos, equilíbrio, e trazem uma energia própria, que pode facilitar a meditação. A Amazonita, por exemplo, ajuda na concentração, facilitando a prática.

 

Você também pode usar outros cristais quando tiver outros intuitos na meditação, como por exemplo o Quartzo Rosa, que promove a abertura do Chakra Cardíaco – que oferece estabilidade e confiança. Ou a Ametista, que tem o potencial de diminuir a ansiedade e quando posta sobre o Chakra Frontal favorece um estado de meditação profunda.

Então quando você for escolher qual cristal usar durante seu período de prática meditativa, tenha muito claro em sua mente qual sua intenção e o que você deseja com esta prática. Assim você entenderá qual a melhor pedra para usar no seu caso e o que você deve mentalizar durante a meditação.

É recomendável também carregar este cristal após o final da prática, principalmente pelo fato de que ele funcionará como um lembrete do seu objetivo. Ele também ressoará na frequência sintonizada na meditação, o que facilitará seu dia a dia, propiciando o estado de mente proposto durante a sua prática.

  • DECORAÇÃO

Pedras são muito belas e já têm uma predisposição para serem usadas na decoração de diversos ambientes devido sua fácil composição. Mas além de serem apenas objetos decorativos, os cristais possuem a função de energizar o ambiente, sendo ideais para estabelecer a atmosfera desejada em cada cômodo da sua casa.

Como exemplo, você pode colocar uma pedra Ametista em seu quarto, ela terá a função de pacificar o ambiente por meio de suas energias, diminuindo o estresse e a ansiedade e proporcionando um sono tranquilo e revigorante. Outra possibilidade é usar uma pedra ligada a proteção e que tenha a função de filtrar energias baixas na entrada da sua casa, isso ajuda a balancear as energias trazidas de fora e por pessoas estranhas, sendo o Ônix ótimo para isso.

Portanto, para escolher a pedra ideal para o lugar desejado, entenda quais tipos de energia passam por aquele local e qual pedra é necessária para equilibrar o ambiente. Além disso, lembre-se que não é bom sair espalhando pedras por todos os lugares, por isso, utilize no máximo três em cada espaço. O acúmulo de gemas pode causar um conflito em suas ondas energéticas, impedindo a conexão com elas.

  • ACESSÓRIO

Provavelmente uma das formas mais comuns de se usar pedras e cristais é em acessórios, como colares, brincos, pulseiras e anéis. E o motivo para isso é óbvio, por serem joias muito belas e que se integram de forma perfeita com diversos looks e composições de visual. Mas além disso elas carregam consigo um forte significado e energia.

Assim, você pode utilizar esses acessórios não apenas pelo seu visual mas também pelo poder da pedra. Pense sobre sua intenção quando for utilizar o cristal como acessório, tal atitude facilitará sua conexão com a gema e propiciará uma ação mais eficiente dele durante o seu cotidiano. Além disso, para potencializar o efeito da pedra, conecte-se com ela no começo do dia e para isso faça um pequeno exercício de meditação segurando ela na mão ou posicioná-la no ponto de Chakra no qual você mais necessita, basta alguns momentos para melhorar ainda mais sua experiência.

  • NO TRABALHO

Você já sabe que os cristais podem ser ótimos para melhorar a energia dos ambientes de sua casa e o mesmo pode ser aplicado no seu ambiente profissional. Normalmente o trabalho pode ser muito estressante e com energias carregadas, mas um cristal, como a Ametista ou Cristal de Quartzo podem prover um ambiente pacífico e harmônico para que você consiga se concentrar e sentir leveza no trabalho.

Existem também cristais que podem ajudar a aumentar o foco no escritório, como a Amazonita ou a Lápis Lazúli, que promovem equilíbrio emocional e saúde mental. Portanto, entenda qual sua necessidade e veja qual a melhor pedra para usar em seu trabalho, lembrando que você pode colocá-las em cima da mesa ou dentro da gaveta.

  • BANHEIRAS

Se você tiver a possibilidade de tomar um banho de banheira ou hidromassagem, utilize as pedras nele! Para isso, coloque elas alguns minutos antes na água para energizá-la, sendo que neste caso, você pode colocar mais de um cristal. 

Você pode fazer várias combinações e testá-las em seu banho! Ah, lembre se também de verificar se a pedra que você quer utilizar pode ir na água.

Os cristais possuem energias e segredos únicos, cada um carrega um propósito e ajuda em algum aspecto da sua vida, e você pode usá-los de diversas formas. Se você procura cristais em lindas joias, nós da Terracota Elements teremos o prazer de te ajudar! Já conhece o nosso site?


Por onde começar a meditação?

Meditar é sem dúvidas uma das práticas mais simples e benéficas que qualquer pessoa pode fazer. A meditação consiste basicamente em ficar alguns minutos do seu dia sem nenhuma distração ou estímulo externo, concentrado em algo fixamente, sem interrupções (de preferência). 

A meditação

O ato de meditar vem sido estudado pelo ciência e medicina ocidental – principalmente por neurocientistas – há alguns anos. Já as culturas orientais possuem experiência de milhares de anos com esta prática, sendo que os primeiro indicativos da meditação surgem há cerca de 5 mil anos antes de Cristo, nos Vedas (escrituras sagradas) hinduístas.

Ainda sim, é muito interessante ver o que os estudos científicos revelaram sobre essa prática. De acordo com as pesquisas, a meditação pode ser enquadrada em um modelo de tratamento complementar para a ansiedade, depressão e para dores crônicas.

Já quando falamos da parte espiritual, a meditação é uma das formas de chegar ao nosso eu superior (a iluminação) e se livrar completamente do sofrimento (Samsara), atingindo o Nirvana.

Lembrando que quando falamos em Nirvana e Samsara não nos referimos a lugares específicos, como o céu e o inferno da cultura cristã, mas sim a estados de espírito e mente, ou seja, quando atingimos o Nirvana.

Não significa que o que nos causa sofrimento some, mas sim, representa um estado espiritual e mental tão elevado que as coisas que nos causam sofrimento não nos atingem mais da mesma forma, ou seja, o objeto da aflição não muda, mas sim nossa mente e espírito e como vemos ele.

É interessante quando colocamos os estudos da cultura ocidental e a filosofia oriental lado a lado e vemos como ambos conversam e se complementam.

E são por estes motivos e muitos outros que consideramos a meditação uma prática tão importante e que deve ser pelo menos “provada” por todo mundo!

Se você está aqui, é porque provavelmente quer começar a meditar, mas não sabe bem como. No começo, pode ser difícil mesmo, mas você vai pegando o jeito.

É só seguir os seguintes passos.

1. Reserve um tempo

É muito importante que você reserve um pequeno tempo do seu dia para a prática da meditação, você pode começar com períodos curtos, como 5 ou 10 minutos e ir aumentando o tempo gradativamente, conforme avançar na técnica.

O período mais recomendado para a meditação é durante o nascer ou o pôr do Sol, isso porque nestes períodos o fluxo de energia é maior, contudo, você também pode praticar depois de acordar ou antes de dormir, para dar concentração e calma para o dia ou para te ajudar a dormir melhor.

2. Escolha um lugar calmo

A meditação consiste em escolher um objeto ou ação para se concentrar (abordaremos isso mais a fundo em um próximo tópico), então, é importante que você consiga encontrar um lugar calmo e sem intrusões, como sons, imagens, cheiros ou qualquer outra coisa que possa te distrair.

Sabemos que essa não é a coisa mais fácil do mundo, dependendo da situação de cada pessoa, contudo, é importante tentar se resguardar de possíveis intrusões durante a sua prática, isso te estressará menos e tornará a meditação mais fácil, agradável e relaxante.

3. Fique em uma postura confortável

Estamos acostumados a ver imagens de pessoas meditando na posição de lótus, ou seja, com as pernas cruzadas e com os pés em cima delas, contudo, essa não é a única forma possível de meditar, existem diversas outras, sendo que é possível meditar em uma posição de semi lótus (ou seja, apenas com um pé em cima de uma das pernas), na posição birmanesa (com ambos os pés em contato com o chão, com uma perna em frente a outra), em uma cadeira ou até mesmo deitado, de barriga para cima. 

Todas as posições são eficientes e atingem o mesmo propósito, portanto é interessante ir tentando encontrar a que você se sente melhor.

Além disso, é importante que quando você for meditar, se alongue primeiro, isso evita dores musculares e possíveis lesões.

4. Controle sua respiração

A respiração é uma possibilidade de foco de atenção durante a meditação, mas, mesmo que não seja o seu foco, é importante que você saiba como respirar durante a prática.

O fundamental neste ponto, é que você inspire e expire pelo nariz, levemente, sem grandes esforços, expirando por períodos maiores do que inspirando e relaxando conforme se faz cada expiração.

5. Concentre sua atenção em algo

Como dito no ponto anterior, a respiração pode ser um dos possíveis pontos de atenção durante a meditação, contudo, existem outras possibilidades, vamos listar algumas que facilitem o início da sua meditação:

  1. Respiração: este é o ponto de foco mais comum durante a meditação, para fazê-lo, você pode se concentrar em dois possíveis pontos, em seu abdômen e no movimento que ele faz enquanto inspira e expira (lembrando que o ideal é fazer uma respiração abdominal, na qual você sinta que sua barriga está sendo “preenchida” pelo ar) ou no seu nariz e na sensação que o ar proporciona enquanto passa por ele.
  2. Música e Mantra: esta é uma boa forma de se concentrar usando o áudio. Escolha músicas leves, relaxantes, ou mantras com bons dizerem, como o “Om mani padme hum”, que é o mantra da compaixão, uma mensagem preciosa e com uma energia amorosa e apaziguadora.
  3. Vela: a vela é um bom foco visual para se concentrar, sua chama prende a atenção e faz nos lembrar de sempre voltar ao agora. Ideal para pessoas mais visuais.
  4. Meditação guiada: na internet existem diversos vídeos e áudios de meditação guiada, eles são ótimos para começar, sendo que com eles, você consegue aprender muito bem sobre a técnica e também é relembrado recorrentemente da meditação, sendo ideal para aqueles dias em que você está avoado.

6. Não alimente as distrações

Meditação na língua pali significa “cultivar” ou “lembra”, isso se aplica muito bem para a forma como devemos agir quando nos distraímos durante a prática, a ideia é sempre que se lembre de voltar ao agora e cultive uma atenção cada vez maior no seu ponto de foco. 

Portanto, não existe nenhum problema em ser levado por pensamentos ou resmungar mentalmente após escutar um barulho, o importante é que você se lembre de voltar ao agora e não alimentar as distrações, ou seja, não deixe que aquele pensamento te leve para lugares distantes ou que aquele barulhinho te tire do sério, o importante é deixar o pensamento ou o sentimento passar, sem julgá-lo, e voltar ao seu ponto de concentração.

Os benefícios

A meditação é uma prática incrível que trará diversos benefícios para sua saúde física e para sua saúde mental, te tornará uma pessoa mais paciente, compreensiva, empática e feliz.

Portanto, incentivamos fortemente que você tente realizar essa prática tão benéfica e positiva (para você e para todos os que estão a sua volta). E se você estiver tendo dificuldade, existem formas de melhorar sua concentração, como acender um incenso para energizar o ambiente ou utilizar cristais que ajudam na concentração, como a amazonita por exemplo. 

Esperamos sinceramente que este texto possa te ajudar a dar o primeiro passo com essa prática e desejamos a você bem-estar, prosperidade e a felicidade verdadeira!

Namastê.


5 razões para usar joias masculinas

É normal ficar na dúvida na hora de buscar seu acessório ou escolher um acessório masculino para presentear, isso porque nem todos os homens têm paciência para colocar e tirar joias, não sabem como combinar e não sabem quais joias funcionam bem com o seu estilo, por isso separamos algumas dicas super coringas para os homens que às vezes estão comprando ou ganhando sua primeira joia (sim, isso é super comum aqui na Terracota Elements, para muitos de nossos amigos e clientes de fato foi sua primeira joia <3).

Então quer saber mais sobre as vantagens das joias masculinas? Vem ver as 5 dicas abaixo!

  1. As Vantagens do Escapulário

Para homens que gostam de adereços mais discretos e/ou com significado, o escapulário é uma ótima opção! Ela está bastante ligada a proteção espiritual e fortalecimento da alma e da aura. 

O escapulário é excelente para quem deseja começar a usar joias mais discretas, que possam ficar ocultas pela camiseta, mas ocultos ou não, eles trazem um charme especial. Além disso, o escapulário também é bem prático, podendo ser passado pela cabeça sem precisar fechar ou abrir um fecho.

2. A Beleza e a Sobriedade do Ródio Negro

Já ouviu falar do Ródio Negro? O ródio é um metal nobre, assim como o ouro e a prata, mas ele geralmente é conhecido, no mundo das joias e das semijoias, por fazer a finalização das peças, sendo o responsável por dar brilho e não deixar a peça opaca.

No caso do ródio negro, um corante escuro, cor de grafite, é adicionado ao metal, dando um tom muito elegante, e é por isso que esse metal é ideal para os homens que desejam que suas joias tragam um ar sóbrio e moderno. 

O ródio negro é perfeito para se utilizar com roupas mais sóbrias, básicas e modernas, podendo ser até mesmo um contraponto para balancear as composições mais formais.

A joia de ródio negro vem para diferenciar e trazer elegância e sofisticação.

3. O Poder das Pedras Brutas

 

Para homens que desejam um visual descolado, possuem estilo próprio e querem expressar ideias por meio da moda, as pedras brutas são ideias. Elas são cristais rústicos com forte energia imanente. Os cristais oferecem diversos benefícios para a saúde, tanto física quanto emocional, além de energizar a aura e melhorar a energia do ambiente.

Quando usadas na sua forma bruta, os cristais trazem uma imagem mais rústica, quase aventureira, diferente de cristais polidos e lapidados que remetem mais à joalheria clássica.

Se você tiver mais interesse em saber os benefícios das pedras brutas, temos diversos posts em nosso blog sobre isso. Cada cristal também tem o seu significado e relação com signos e chakras. Podemos dar o exemplo da pedra amazonita, ela tem uma forte relação com a energia da natureza, traz coisas boas e abre portas para o sucesso.

Legal para compor um look com significado, não é mesmo?

4. O Significado das Formas Geométricas

 

Além das pedras, existem outros adereços que possuem significados poderosos, como as joias com formas geométricas. Algumas formas têm significados ancestrais e podem ser utilizadas para expressar conceitos e objetivos. Um exemplo é o triângulo,  como se trata da primeira figura fechada que se obtém com linhas retas, além de ser um símbolo da divindade, ele representa o equilíbrio e a dissolução de polaridades.

Cada forma geométrica tem seu próprio significado. Joias com estas formas, além de expressarem algo, ajudam a montar um visual elegante. O ideal é utilizá-las com roupas mais básicas e neutras, assim, elas serão o “toque especial”.

5. Joia a Dois

Além de usar as joias para complementar seu estilo, você também pode usá-las para criar uma relação ainda mais forte com aqueles que ama. Comprar joias a dois pode ser uma linda forma de expressar afeto a alguém, como exemplo, você e seu amor podem usar escapulários parecidos.

A demonstração de amor e de compromisso não precisa se resumir exclusivamente às alianças, mas também a acessórios que vocês usam todos os dias e que lhes recordam diariamente do apreço que tem um pelo outro.

Este foi só um exemplo, as joias a dois também podem ser usadas para demonstrar o afeto que se tem com seu pai, sua mãe, irmãos e amigos.

Imagino que com esse texto, deu para perceber que as joias vieram para ficar na moda masculina. Elas acrescentam muito ao estilo e dão um tom ainda mais elegante ou descontraído, dependendo de qual delas será usada.

Já tem alguma preferida? Independentemente do seu gosto, nós da Terracota temos várias joias com significado para complementar seu visual!